top of page

Raul Seixas

A primeira vez que ouvi a música (que segue abaixo) foi no carro de um amigo há umas duas semanas. A minha relação com o Raul Seixas é a mesma que eu tenho com o Legião Urbana. Não adoro, não desgosto. Mas a letra da maioria das músicas, é muito boa. Esta abaixo é a mais nova do Raul, que só não foi lançada no ano da sua composição (1974) por causa da ditadura. Gostei muito logo na primeira vez que eu ouvi porque o cantor tinha sacadas e questionamentos (às vezes até inocentes) muito espertos, que nós, muitas vezes, temos vontade de fazer, mas não sabemos como. Por isso, esta é que fica para o feriado:

Por que que o sol nasceu de novo e não amanheceu? Por que que tanta honestidade no espaço se perdeu? Por que que o Cristo não desceu lá do céu e o veneno só tem gosto de mel? Por que que a água não matou a sede de quem bebeu?

Por que que eu passo a vida inteira com medo de morrer? Por que que os sonhos foram feitos pra gente não viver? Por que que a sala fica sempre arrumada se ela passa o dia inteiro fechada? Por que que eu tenho a caneta e não consigo escrever? (Escrever)

Por que que existem as canções que ninguém quer cantar? Por que que sempre a solidão vem junto com o luar? Por que que aquele que você quer também já tem sempre ao teu lado outro alguém? Por que que eu gasto tempo sempre sempre a perguntar? (A perguntar)

Por que que eu passo a vida inteira com medo de morrer? Por que que os sonhos foram feitos pra gente não viver? Por que que a sala fica sempre arrumada se ela passa o dia inteiro fechada? Por que que eu tenho a caneta e não consigo escrever? (Escrever)

Por que que existem as canções que ninguém quer cantar? Por que que sempre a solidão vem junto com o luar? Por que que aquele que você quer também já tem sempre ao teu lado outro alguém? Por que que eu gasto tempo sempre sempre a perguntar? (A perguntar)

Posts recentes

Ver tudo

emoção acumulada

hoje estava falando com a minha irmã sobre notícias tristes do dia a dia que guardamos em cantos escuros dentro do cérebro sem se dar conta do que aquilo faz. são pequenos estresses, medos e indignaçõ

Pandemia sem bater meta

Eu não estou conseguindo fazer planos nesta pandemia. Desculpa. Não tô estudando línguas, fazendo cursos online, planejando viagens pós-covid, cumprindo abdominais na varanda, estabelecendo objetivos

decisões que mudaram meu 2020.

no auge da pandemia, em março, um hospital que é nosso cliente há muito anos nos chamou para fazermos gravações sobre conteúdo de coronavírus. nós recusamos os primeiros convites. era início da quaren

Fique por dentro de todas as newsletters

  • Instagram
  • Twitter
bottom of page