top of page

mundo grande.

Não, meu coração não é maior que o mundo. É muito menor. Nele não cabem nem as minhas dores. Por isso gosto tanto de me contar. Por isso me dispo, por isso me grito, por isso freqüento os jornais, me exponho cruamente nas livrarias: preciso de todos.* Essa beleza é do Carlos Drummond de Andrade, e foi tirada do blog do Antonio Prata.  A foto, que eu gostei muito, é daqui. 

Posts recentes

Ver tudo

emoção acumulada

hoje estava falando com a minha irmã sobre notícias tristes do dia a dia que guardamos em cantos escuros dentro do cérebro sem se dar conta do que aquilo faz. são pequenos estresses, medos e indignaçõ

Pandemia sem bater meta

Eu não estou conseguindo fazer planos nesta pandemia. Desculpa. Não tô estudando línguas, fazendo cursos online, planejando viagens pós-covid, cumprindo abdominais na varanda, estabelecendo objetivos

decisões que mudaram meu 2020.

no auge da pandemia, em março, um hospital que é nosso cliente há muito anos nos chamou para fazermos gravações sobre conteúdo de coronavírus. nós recusamos os primeiros convites. era início da quaren

Fique por dentro de todas as newsletters

  • Instagram
  • Twitter
bottom of page