top of page

está chovendo aqui dentro

E por falar em amar fiquei pensando em você. Em como, às vezes, seria bom ter você por perto com toda a sua racionalidade. Porque o que me sobra de emoção, falta em você. E acho que deve ser saudável, pra variar, estar cercada da sua maneira crua de ver a rotina. Sem muitos pensamentos sobre essas coisas delicadas da vida - como um dia de chuva cheio de história. É que é tão fácil gostar de você. Desse brilho que você tem ao me entregar um sorriso, um papo, um convite que -  mesmo com seus defeitos - eu não paro de pensar que gostar de você é uma das coisas mais sinceras que já me acorrera. Gostar de você mesmo com a sua chatice. Mesmo com essa sua vontade de ser livre sem se prender a nada - assim como eu. E mesmo que sejamos iguais neste sentido, te odeio por isso. Mas é que tantas pessoas passam pela nossa vida sem que nos apaixonamos, que você apareceu para me lembrar como é sentir tanta coisa de uma vez só. Você. Uma das coisas que me faltaram hoje. Talvez eu consiga fazer com que a chuva leve essa saudade com ela também. Ainda toco a música, mas o choro passou. Por enquanto, só ficamos eu e o violão. E lá fora chove.ps: a música tocada foi essa aí de cima. 

Posts recentes

Ver tudo

emoção acumulada

hoje estava falando com a minha irmã sobre notícias tristes do dia a dia que guardamos em cantos escuros dentro do cérebro sem se dar conta do que aquilo faz. são pequenos estresses, medos e indignaçõ

Pandemia sem bater meta

Eu não estou conseguindo fazer planos nesta pandemia. Desculpa. Não tô estudando línguas, fazendo cursos online, planejando viagens pós-covid, cumprindo abdominais na varanda, estabelecendo objetivos

decisões que mudaram meu 2020.

no auge da pandemia, em março, um hospital que é nosso cliente há muito anos nos chamou para fazermos gravações sobre conteúdo de coronavírus. nós recusamos os primeiros convites. era início da quaren

Fique por dentro de todas as newsletters

  • Instagram
  • Twitter
bottom of page